Maneiras de Estar e de Fazer

Evolução do Arrendamento em Portugal, de 2018 a 2020

Evolução do Arrendamento em Portugal, arrendamento de casas

Vejamos a evolução do arrendamento em Portugal no período entre 2018 e o 2º trimestre de 2020. Apresentamos o número de novos contratos de arrendamento celebrados, bem como os valores das rendas em euros por metro quadrado e relativos a alojamento familiar. Podemos, assim, averiguar o impacto inicial da pandemia no arrendamento de casas.

Novos Contratos de Arrendamento em Portugal

De acordo com os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), comparando o número de novos contratos de arrendamento, em semestres homólogos, verificamos uma diminuição do 1º semestre de 2018 para o 1º de 2019 e um aumento no 1º semestre de 2020.

Fig 1. Variação do número de novos contratos de arrendamento
Regiões1.º Sem 20201.º Sem 20191.º Sem 2018
Portugal74 08871 36979 723
Continente71 78069 23277 466
Norte22 66321 94224 746
Centro16 43215 67917 304
A. M. Lisboa24 18523 56226 577
Alentejo4 1713 9654 422
Algarve4 3294 0844 417
Açores1 1741 1361 162
Madeira1 1341 0011 095

O aumento do número de contratos de arrendamento verifica-se em todo o território nacional.

Fig 2. Variação percentual de novos contratos de arrendamento
Regiões1.º Sem 20201.º Sem 2019
Portugal3,8%-10,5%
Continente3,7%-10,6%
Norte3,3%-11,3%
Centro4,8%-9,4%
A. M. Lisboa2,6%-11,3%
Alentejo5,2%-10,3%
Algarve6,0%-7,5%
Açores3,3%-2,2%
Madeira13,3%-8,6%

No 1º semestre de 2020, a região Norte, a área Metropolitana de Lisboa e os Açores foram os que tiveram crescimento inferior à média nacional. A Madeira apresentou o aumento mais significativo do número de contratos para arrendamento de casas, 13,3%.

Valores Medianos do Arrendamento de Casas Familiares

Quanto aos valores das rendas, por metro quadrado, de alojamentos familiares, verifica-se entre os 1ºs semestres de 2018, 2019 e 2020, um aumento generalizado em todo o território nacional. A excepção foi a Região Autónoma da Madeira que, no 1º semestre de 2020, reduziu o valor do arrendamento de casas para 5,98€/m2, em relação ao semestre anterior.

Fig 3. Valor mediano das rendas por m2 de novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares
Regiões1.º Sem 20201.º Sem 20191.º Sem 2018
Portugal 5,47 € 5,00 € 4,58 €
Continente 5,49 € 5,00 € 4,58 €
Norte 4,72 € 4,36 € 3,96 €
Centro 3,98 € 3,75 € 3,53 €
A. M. Lisboa 8,42 € 7,54 € 6,50 €
Alentejo 3,77 € 3,55 € 3,42 €
Algarve 6,54 € 5,93 € 5,27 €
Açores 3,97 € 3,85 € 3,57 €
Madeira 5,98 € 6,00 € 5,32 €

Em termos de variação percentual, a área Metropolitana de Lisboa e o Algarve ultrapassam o aumento verificado em Portugal, 11,67% e 10,29% respetivamente.

Fig 4. Variação das rendas em % de novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares
Regiões1.º Sem 20201.º Sem 2019
Portugal9,40%9,17%
Continente9,80%9,17%
Norte8,26%10,10%
Centro6,13%6,23%
A. M. Lisboa11,67%16,00%
Alentejo6,20%3,80%
Algarve10,29%12,52%
Açores3,12%7,84%
Madeira-0,33%12,78%

Veremos adiante que esta tendência se inverte no 2º trimestre de 2020, em resultado da pandemia de Covid-19.

Evolução do Arrendamento de Casas entre o 1º e o 2º Trimestre de 2020

Vejamos, então, a evolução do arrendamento em Portugal, tomando como referência os 24 Municípios com mais de 100.000 habitantes.

Os valores dos arrendamentos por metro quadrado, dos 1º e 2º trimestres de 2020, são os seguintes:

Fig 5. Valor mediano das rendas por m² de novos contratos de arrendamento
Munícipios2º Trim 20201º Trim 2020
Portugal 5,41 € 5,47 €
Santa Maria da Feira 4,01 € 3,90 €
Gondomar 5,52 € 5,36 €
Maia 5,83 € 6,00 €
Matosinhos 7,31 € 7,76 €
Porto 8,79 € 8,93 €
Vila Nova de Gaia 6,30 € 6,47 €
Cascais 10,00 € 10,58 €
Lisboa 11,36 € 11,92 €
Loures 8,11 € 7,54 €
Oeiras 9,96 € 10,35 €
Sintra 7,14 € 7,10 €
Vila Franca de Xira 6,88 € 6,67 €
Amadora 8,85 € 8,74 €
Odivelas 8,16 € 8,06 €
Almada 7,72 € 8,01 €
Seixal 6,73 € 6,58 €
Setúbal 5,99 € 6,24 €
Barcelos 3,82 € 3,76 €
Braga 5,12 € 5,35 €
Guimarães 3,55 € 3,75 €
V N de Famalicão 4,00 € 3,93 €
Coimbra 6,05 € 5,75 €
Leiria 4,98 € 4,72 €
Funchal 6,28 € 6,84 €

Em termos de variação percentual do arrendamento de casas, houve no 2º trimestre de 2020, um decréscimo de 1,10% em Portugal.

Fig 6. Variação 2º trimestre 2020 em relação ao trimestre anterior;
Munícipios2º Trim 2020
Portugal-1,10%
Santa Maria da Feira2,82%
Gondomar2,99%
Maia-2,83%
Matosinhos-5,80%
Porto-1,57%
Vila Nova de Gaia-2,63%
Cascais-5,48%
Lisboa-4,70%
Loures7,56%
Oeiras-3,77%
Sintra0,56%
Vila Franca de Xira3,15%
Amadora1,26%
Odivelas1,24%
Almada-3,62%
Seixal2,28%
Setúbal-4,01%
Barcelos1,60%
Braga-4,30%
Guimarães-5,33%
Vila Nova de Famalicão1,78%
Coimbra5,22%
Leiria5,51%
Funchal-8,19%

Há 12 Municípios que contribuem para este decréscimo do valor das rendas em termos globais: Maia, Matosinhos, Porto, Gaia, Lisboa, Oeiras, Almada, Setúbal, Braga, Guimarães e Funchal.

Ao invés, há 12 Municípios que viram o preço por metro quadrado do arrendamento para habitação aumentar. São os Municípios de Santa Maria da Feira, Gondomar, Loures, Vila Franca de Xira, Amadora, Odivelas, Seixal, Barcelos, Vila Nova de Famalicão, Coimbra e Leiria.

Veja Também


De 1 a 5 estrelas, como avalia este artigo?

Clique numa das estrelas para o avaliar!

Como achou este artigo interessante...

Partilhe-o nas redes sociais!

Gostariamos que o artigo tivesse sido do seu inteiro agrado.

Ajude-nos a melhorar!

Ficaremos muito gratos se nos der o seu contributo e torná-lo melhor.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

pt Portuguese
X

Junte-se a nós!

Registe-se e saiba as novidades

Receba a newsleter por e-mail

Antes de Sair

Já viu os temas que abordamos?

Não perca as novidades e receba em primeira mão os nossos artigos

Em qualquer momento pode cancelar a subscrição.

Obrigado e volte sempre.

Olá!

Benvindo

Volte sempre!

Surpreenda-se com a nossa página de Facebook.

Obrigado pela visita