O que é o EBITDA e a fórmula de cálculo

EBITDA o que é, como se calcula e porque é importante

A Demonstração de Resultados (DR) fornece informação sobre a atividade da empresa e do respetivo resultado. A informação pode ser organizada e complementada para se poder fazer uma análise económica e financeira mais detalhada. É neste contexto que vamos saber o que é o EBITDA, fórmula de cálculo e exemplos para ajudar à sua compreensão.

Tempo estimado de leitura: 4 minutes

Demonstração de Resultados de Exploração

Vamos tomar como exemplo a conta de Demonstração de Resultados a que chegámos na revisão e simulação de estratégias de negócio, como se segue

Tabela - Demonstração de Resultados, Exemplo
Tabela – Demonstração de Resultados, Exemplo

O que é o EBITDA

Para efeitos de análise mais detalhada a Demonstração de Resultados pode apresentar a seguinte configuração, mais detalhada e que se apresenta no modelo a seguir.

Modelo - Demonstração de Resultados, Modelo com EBITDA
Modelo – Demonstração de Resultados, Modelo com EBITDA

O EBITDA, sigla da expressão inglesa “Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization” é um indicador muito importante pois permite entender a rentabilidade do negócio, na vertente mais operacional.

Em português é vulgar encontrar a sigla RAJIDA, como sendo o “Resultado Antes de Juros, Impostos, Depreciações, Amortizações (e Provisões)”.

Assim, neste indicador não são tidas em conta as amortizações de ativos que podem ser mais rápidas ou lentas, nem os encargos financeiros e impostos. Permite, assim, descobrir qual o valor que está a criar na sua atividade produtiva.

Dá, portanto, uma indicação mais eficaz da produtividade do processo operativo e como a sua competitividade e eficiência estão a evoluir ao longo do tempo, em particular comparando com os indicadores da concorrência.

De notar que RAJI = RE se não houver resultados extraordinários de exploração.

Importância do EBITDA – RAJIDA

O Resultado Antes de Juros, Impostos, Depreciações, Amortizações e Provisões – RAJIDA permite saber se a empresa dá lucro ou prejuízo, só considerando a parte produtiva ou operacional do negócio.

É por isso um indicador valioso da rentabilidade.

No entanto, deve ser complementado com outros indicadores, como o lucro líquido (RL), a autonomia financeira, a rentabilidade dos ativos, do capital próprio e a evolução das vendas, entre outros.

Uma das grandes vantagens é poder comparar o EBITDA/RAJIDA da empresa com outras empresas do mesmo mercado e analisar a sua evolução ao longo do tempo.

Permite, ainda, comparar com empresas do mesmo ramo de atividade em países diferentes, já que os impostos e os juros, diferentes em cada país, não são tidos em consideração no cálculo do EBITDA.

Cálculo do EBITDA

Para calcular o EBITDA a fórmula é somar ao resultado líquido, ou seja, o final da Demonstração de Resultados, os impostos, as despesas financeiras (juros) e as depreciação, amortizações e provisões do exercício.

EBITDA, a fórmula

EBITDA = RL + Impostos + Juros + (Depreciações + Amortizações + Provisões)

Na parcela dos juros, devem ser considerados todos os encargos financeiros, como sejam o pagamento de juros e descontos financeiros.

EBITDA, exemplo de cálculo

Colocando os valores da Demonstração de Resultados referida na Tabela acima,

EBITDA = 10.051€ + 2.723€ + 0€ + 3.658€ = 16.432€

Vantagens e Desvantagens do EBITDA

Já vimos o que é o EBITDA. Vejamos, agora, um resumo das suas vantagens e desvantagens:

Vantagens,

  • Permite determinar a produtividade e eficiência do negócio, já que não considera efeitos de financiamentos e contabilísticos.
  • A evolução do EBITDA ao longo dos anos mostra a capacidade de melhoria dos processos produtivos.
  • Comparando valores de diferentes empresas, fornece uma análise da competitividade, já que retira os impactos dos custos de financiamento que em algumas indústrias, pesadas e tecnológicas, são normalmente elevados.
  • Permite também comparar o desempenho de empresas em diferentes países, já que o efeito dos fatores locais como a tributação, não estão incluídos no indicador.

Desvantagens,

  • Um EBITDA positivo, pode esconder prejuízos na empresa.
  • Precisa, portanto, de outros indicadores para que possam mostrar a parte financeira da empresa.

De notar que há uma diferença entre o EBITDA e o EBIT. O EBITDA não tem incluídos os custos de amortizações e depreciações (e provisões) enquanto o EBIT as considera.

EBITDA = EBIT + Depreciações e Amortizações

Ou seja, o EBITDA não considera o valor dos ativos tangíveis (equipamentos, por exemplo) e de amortização de ativos intangíveis (por exemplo marcas, patentes, software, clientes).

Assim, como se referiu, o indicador mostra a capacidade de gerar fluxos de caixa, considerando apenas a atividade principal da empresa.

Veja também

De 1 a 5 estrelas, como avalia este artigo?

5 estrelas para a maior pontuação! Obrigado.

Como achou este artigo interessante...

Partilhe-o na sua rede social favorita!

Gostariamos que o artigo tivesse sido do seu inteiro agrado.

Ajude-nos a melhorar!

Ficaremos muito gratos se nos der o seu contributo para o tornar melhor.

Junte-se a nós

Gosta das questões e dicas que abordamos?

Receba as novidades diretamente na sua mailbox.

Subscreva a nossa newsletter

Pode cancelar a subscrição em qualquer momento.

E se quiser voltar, ficaremos muito gratos!

logo Passaro no Ombro 250 x 143

Leave a Comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Política de Privacidade          Termos e Condições

Junte-se a nós!

Registe-se e não perca as novidades do seu blog

Receba a newsleter semanal no seu e-mail

Scroll to Top