Carta de recomendação como solicitar no Linkedin Recomendações são importantes

Como solicitar uma carta de recomendação no Linkedin

A forma como solicitar a carta de recomendação através do Linkedin é determinante para, não só obter uma resposta, mas sobretudo, poder ter recomendações importantes e com interesse que façam a diferença para quem está a recrutar.

Tempo de leitura: 4 minutes

Solicitar a recomendação usando o Linkedin

Solicite recomendações apenas a pessoas com quem trabalhou ou que conheça através de relações profissionais.

Quando está a solicitar uma carta de recomendação no Linkedin aparece uma sugestão pré preenchida de mensagem:

“Olá (nome da pessoa)

Você poderia me recomendar?”

Se tiver a língua inglesa definida nas suas configurações, a pergunta é

“Hi (nome da pessoa), could you write me a recommendation?”

Texto indicando PUBLICIDADE

É um exemplo simples que tem em vista dar a entender que é necessário escrever uma mensagem a solicitar à pessoa que lhe dispense um pouco do seu tempo, para escrever uma recomendação que sirva de testemunho das capacidades que essa pessoa lhe reconhece.

Quem receber esta mensagem, provavelmente, vai pensar que lhe tem pouco respeito. Está a pedir que lhe dispense o seu tempo e nem sequer tem o cuidado de lhe escrever uma mensagem mais personalizada.

Escrever uma mensagem personalizada a solicitar a carta de recomendação

Escreva um texto que faça o seu contacto parar, pensar em si, recordar os pontos fortes das suas capacidades e competências e, finalmente, descrever essa sua avaliação num relato que possa servir de recomendação, irresistível para quem a ler.

Planeie a mensagem para ter quatro partes distintas, embora integradas.

Saudar o destinatário

Comece por uma saudação, utilizando o nome da pessoa. Provavelmente o seu grau de intimidade não é muito grande, pois a pessoa trabalhou consigo como colega, chefe ou parceiro e, nesse caso, use o primeiro nome e apelido. Preferencialmente o nome, tal como as pessoas o tratavam normalmente, se o conhece de anterior trabalho.

Escrever “Olá Pedro, você poderia me recomendar?”, como está na mensagem pré preenchida. Eu gosto de ser tratado pelo meu nome e fico animado. Mas, depois, levo um murro no estômago com o “você poderia me recomendar?”.

Se a mensagem fosse “Pedro, você poderia escrever um texto a recomendar-me?”, ficaria mais adequada à linguagem usual em Portugal.

Texto indicando PUBLICIDADE

Não há qualquer inconveniente nesta forma se eu for brasileiro, mas se a pessoa sabe que sou português e me conhece, não me parece de bom tom.

Usar ou não o título académico depende da pessoa a quem se dirige. Se é uma pessoa aberta e com experiência internacional, pode não usar o título. Mas, em caso de dúvida, é preferível utilizar.

Por exemplo, “Caro Dr. Alberto Cavaco, será possível escrever um texto a recomendar-me?”.

Falta aqui uma pequena introdução que mostre algum interesse, respeito ou consideração pela pessoa. Uma saudação que pode ser:

“Caro Dr. Alberto Cavaco, espero que esteja tudo bem consigo. Será possível escrever um texto a recomendar-me?”.

Parece mais simpático e seguramente mais cordial para quem lê a mensagem. Melhora a possibilidade de obter a carta de recomendação que pretende.

Criar o contexto

Após a saudação, é bom dar uma explicação sobre a razão de estar a fazer este contacto. Pode ser algo como:

“Estou a fazer uma mudança na minha carreira profissional e procuro uma oportunidade no setor de atividade XXX. Para isso, preciso de tornar mais atrativo o meu perfil no Linkedin, com testemunhos de pessoas que me conhecem e que podem ajudar os recrutadores numa fase de pré-seleção”.

Explicitar o pretendido

Segue agora a formulação do pedido que pretende, por exemplo:

“Ficarei muito grato se puder fazer uma recomendação no Linkedin, tendo em conta o conhecimento que tem de mim quando ocupei o cargo de xxx e me reportava a si. Fique à vontade para descrever a sua perceção sobre as minhas competências e capacidades”.

Finalizar

É necessário terminar a mensagem com algo que possa agradar à pessoa a quem nos dirigimos.

Por exemplo, “Se precisar de mim, estou à disposição com todo o gosto.

Grande abraço,

Seu nome”

Solicitar as recomendações com um contacto pessoal prévio

Se conhecer a pessoa e tiver um contacto pessoal dela, o telefone ou o email, então faça o contacto por uma dessas vias.

Usar uma destas alternativas cria uma relação de maior proximidade e as hipóteses que tem de obter recomendações aumentam.

Utilize o guião que vimos acima e depois peça por escrito a solicitação de recomendação no Linkedin, “Conforme a nossa conversa telefónica, envio o meu pedido de recomendação. Mais uma vez, muito obrigado pela sua disponibilidade. Grande abraço e até sempre! Seu nome”.

Mostre o seu reconhecimento

Tenha presente que quando alguém lhe envia uma carta de recomendação, isso significa que teve de despender do seu tempo para pensar e redigir a mensagem sobre as suas capacidades e competências. Um ato que merece o seu reconhecimento não só implícito mas, sobretudo, explícito.

Por isso, reserve agora um pouco do seu tempo para lhe agradecer genuinamente. E, para mostrar essa gratidão, nada melhor do que se disponibilizar para retribuir, se é que ainda não o fez.

Veja também

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Política de Privacidade          Termos e Condições

Scroll to Top