Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade

Em termos de análise à gestão da qualidade, a amostra não é estatisticamente significativa, por isso procuramos no site da EMEL informação sobre o assunto, nomeadamente sobre indicadores de qualidade, qualidade do atendimento, que fizessem luz sobre os resultados da política de qualidade, de forma mais “científica”.

 1. Qualidade de Atendimento, Serviço de Qualidade

Na era da cidadania digital, começamos por referir que a EMEL, apesar de dispor de uma aplicação excelente, para facilitar o pagamento do estacionamento nas ruas de Lisboa, conforme referimos em artigo anterior, não presta aos munícipes da cidade um bom serviço na qualidade de atendimento ao cliente.

Temos conhecimento de várias opiniões que relatam experiências com colaboradores da EMEL, enquanto guardiães do bom estacionamento em Lisboa, como por exemplo aquela que vem no artigo de Laurinda Alves, no jornal Observador, no qual questiona se estão nas ruas a favor dos moradores ou contra eles. E onde estão durante a noite e nos fins de semana?

A nossa opinião é sustentada por contactos feitos a propósito do pedido de um dístico de residente, através da via electrónica, cuja resposta foi muito lenta. Mas não só!

Vários são os relatos de residentes que, pretendendo ter acesso ao tal dístico que lhes concede o direito de estacionar na via pública, através da “Loja Virtual”, consideram que a qualidade de atendimento não é eficaz e, acabam por ter de se dirigir a um balcão da EMEL.

Continue reading “Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade”

As 5 razões para usar a app da EMEL, o ePark, no estacionamento em Lisboa

Uma aplicação da EMEL muito simples que permite pagar o estacionamento em Lisboa, sem ter de usar moedas. Não precisa de encontrar parquímetros. Basta ter um telemóvel e a App da EMEL. Descarrega a App ePark e passa a poder pagar o estacionamento. E só paga o que usa!

Na era da economia digital, encontrei a app EMEL para o telemóvel que penso ser uma mais valia e por isso partilho a experiência que tenho da sua utilização. A ePark App que se chama ePark EMEL.

É uma aplicação muito simples que permite pagar o estacionamento em Lisboa, sem ter de usar moedas. Basta ter um telemóvel, com alguns tipos de funcionalidades como seja ter possibilidade de localização geográfica.

Para isso terá de abrir uma conta na EMEL ou melhor registar-se no site.

Registo no Site da EMEL
Registo no Site da EMEL

Depois do registo e da validação do mesmo, poderá utilizar a aplicação. Tome nota do e-mail e da palavra passe. Descarregue a aplicação para o seu telemóvel.

Continue reading “As 5 razões para usar a app da EMEL, o ePark, no estacionamento em Lisboa”

Seguros de Saúde e o Plano de Saúde Sénior que procura

Os seguros de saúde estão na ordem do dia. Encontrar um plano de saúde vitalício que cuide da nossa saúde, não é tarefa fácil.
Vamos dar mais alguns detalhes do seguro de saúde, com plano hospitalar, tratamentos e condições para os cuidados fora da rede.
Pode até ser um plano de saúde para idosos, mas tratado em devido tempo. Como se podem controlar os gastos e ter informação da situação contratual.

Em artigo anterior, analisámos o facto de alguns seguros de saúde terminarem quando se atinge os 65 ou 70 anos de idade, isto é, não é um plano vitalício, pois não renova automáticamente .

Essa questão deve ser atempadamente avaliada para não sermos confrontados já tardiamente com essa possibilidade e com capacidade negocial reduzida.

Podemos encarar esta como mais uma questão para seniores e que quando for necessário faremos um plano de saúde para idosos ou um plano hospitalar para aposentados, mas isso é não planear a nossa vida conforme, aliás, aprendemos na escola e no dia a dia. Um plano vitalício é, assim, uma das condições importantes a ter em conta na escolha das possíveis alternativas.

 

Planos de Saúde e Plano vitalício
Planos de Saúde e Vitalícios.

Uma das alternativas no mercado que satisfaz aquela condição, é oferecida pela Companhia MGEN e que anteriormente elencámos os fatores que nos pareceram relevantes.

Apresentamos agora, como prometido, algum detalhe sobre o funcionamento do Portal da MGEN.

Começemos, então, pelas entidades a que podemos recorrer.

Continue reading “Seguros de Saúde e o Plano de Saúde Sénior que procura”

Nazaré, terra de ondas gigantes: de D. Fuas Roupinho a Garret Mc Namara

A história da Imagem da Nossa Senhora da Nazaré, a lenda da Nazaré e o milagre que salvou D. Fuas Roupinho, passando pelo surf dos anos do “peace and love” até às ondas gigantes do canhão da Nazaré e o record da maior onda surfada do mundo. Tudo se conta com imagens e videos empolgantes.

D. Fuas Roupinho não surfava ondas gigantes, mas é uma notável figura da Nazaré.

Dom Fuas, foi um dos fiéis companheiros de D. Afonso Henriques, possivelmente um dos  Cavaleiros da Ordem dos Templários, que viria a ser extinta em 1312.

Foi o primeiro Almirante da Armada Portuguesa e ficou para a História por ter estado envolvido num célebre acontecimento, em tempos idos, registado como a “Lenda da Nazaré”.

Reza a “Lenda da Nazaré” que, ao raiar do dia 14 de setembro de 1182, D. Fuas Roupinho, Alcaide do Castelo de Porto de Mós, fazia a sua caçada perto da orla marítima. Nessa manhã, o nevoeiro era denso e no afã da perseguição a um veado, D. Fuas não se terá apercebido da proximidade da falésia, que tão bem conhecia.

Sítio da Nazaré, A Falésia, DGPC/SIPA foto 00915232, Paula Noé, 2012.
Sítio da Nazaré, A Falésia, DGPC/SIPA foto 00915232, Paula Noé, 2012.

E, quando deu conta que estava à beira do abismo, perto da gruta onde se venerava a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, sentiu a sua hora chegar e, in extremis, gritou:

“Senhora, Valei-me!”

Continue reading “Nazaré, terra de ondas gigantes: de D. Fuas Roupinho a Garret Mc Namara”

Coma bem em Lisboa, no Restaurante Duque

A antiga “Taberna Pomba do Carmo” agora em forma de Taberna 4.0, já de acordo com a nova revolução na tasquinhação.
Comida caseira e vários petiscos.
Boa comida e ambiente super simpático.
A não perder.

Queremos partilhar consigo mais uma excelente experiência gastronómica, depois do peixe fresco em Viana do Castelo, agora no Restaurante Duque, em Lisboa. Boa comida portuguesa.

A ideia: encontrar um local onde se comesse bem, comida caseira simples e pudesse estar, entre amigos, numa noite fria de inverno, ali por perto das Escadinhas do Duque, do Largo do Carmo ou do Largo da Trindade.

Lá fomos à procura, não sem antes dar uma voltinha para revisitar uma zona histórica de Lisboa com muita tradição, agora renovada e cheia de vida.

A ver o Largo do Carmo e a encontrar onde comer
A ver o Largo do Carmo e a encontrar onde comer
Onde comer, no Largo da Trindade
Onde comer, no Largo da Trindade

Encontrámos o Restaurante Duque, uma antiga taberna, a “Pomba do Carmo”, agora vestida ao jeito dos novos tempos, mas à boa maneira portuguesa e modo alfacinha avivado.

Continue reading “Coma bem em Lisboa, no Restaurante Duque”